Instrumentos de Capoeira

BERIMBAU

É difícil precisar a época em que o Berimbau passou a ser indispensável à roda de Capoeira. Até o século XIX, jogava-se apenas ao som dos atabaques.

Em publicação de 1834, Jean-Baptiste Debret diz que o Berimbau era tocado por ambulantes para atrair a atenção de fregueses. Para o Etnomusicólogo Tiago de Oliveira Pinto, o Berimbau é um instrumento de origem Africana que foi incorporado ao jogo da Capoeira com sucesso.

Conta Mestre Pastinha que o Berimbau também era usado como arma. Os Capoeiras colocavam uma faca na ponta do instrumento e atacavam os policiais que os perseguiam. Nesses momentos, o Berimbau transformava-se em foice de mão.

Existem três tipos de Berimbau: Viola(agudo), Médio(solo), Berra-boi(grave), determinados pelo tamanho da cabaça.

As partes de um berimbau são:
 

  • CAXIXI - Pequena cesta de palha, com fundo de couro, usada como chocalho. Tem de 10 a 15 centímetros de altura, cerca de 6 centímetros de diamêtro na base(essas medidas variam) e um recheio de sementes ou pedrinhas.
  • DOBRÃO - Tomado da moeda de 40 réis, é uma peça de cobre com aproximadamente 5 centímetros de diâmetro. No entanto, utiliza-se também pedra-sabão ao invés do dobrão.
  • BAQUETA - Ou Vaqueta, é uma vara de madeira com cerca de 40 centímetros de comprimento, sendo fina ou grossa.
  • CABAÇA - Caixa de ressonância. Feita com o fruto da Cabaceira, árvore comum no Norte e no Nordeste, pode ser oval(coité) ou pode ser formada por duas partes, quase que arredondadas ou interligadas. Depois de seca e cortada, tiram-se as sementes antes de ser lixada.
  • CORDA - Já foi um cipó, um fio de latão, um arame de cerca e mais recentemente, fios de aço retirados de pneus. O mais comum, é usar o aço vendido em carretéis.
 
PANDEIRO

Para alguns estudiosos, o pandeiro é um dos instrumentos Africanos vindos para o Brasil. Mas sua origem pode estar entre os hindus, uma vez que o pandeiro é um dos mais antigos instrumentos musicais da "Velha Índia".

ATABAQUE

Termo de origem Árabe, o Atabaque já era usado na poética medieval e era um dos instrumentos preferidos dos reis que o utilizavam em festas e nos conjuntos musicais. O atabaque foi muito difundido na África, mas, segundo Waldeloir do Rego, foi trazido para o Brasil por "mãos Portuguesas".

É geralmente feito de madeira de lei como o Jacarandá, Cedro ou Mogno cortada em ripas largas e presas umas às outras com arcos de ferro de diferentes diâmetros que, de baixo para cima dão ao instrumento uma forma cônico-cilíndrica, na parte superior, a mais larga, são colocadas "travas" que prendem um pedaço de couro de boi bem curtido e muito bem esticado.

RECO-RECO

Um instrumento utilizado na Capoeira Angola. Reco-reco antigamente não é como os de hoje, era feito com o fruto da Cabaceira, das que fossem cumpridas, então era serrado, na superfície, fazendo-se vários cortes, não muito profundos, um do lado do outro, onde era esfregado a baqueta. Hoje são feitos de gomos de Bambu ou de madeira.

AGOGÔ

Instrumento de origem Africana composto de um pequeno arco, uma alça de metal com um "cone" metálico em cada uma das pontas, estes são de tamanhos diferentes, portanto produzindo sons distintos.

GANZA

Instrumento musical de percussão utilizado no samba e outros ritmos Brasileiros. O ganzá é classificado como um idiofone executado por agitação. É um tipo de chocalho, geralmente feito de um tubo de metal ou plástico em formato cilíndrico, preenchido com areia ou grãos de cereais. O comprimento do tubo pode variar de quinze até mais de 50 centímetros. Os tubos podem ser duplos ou até triplos.

PUBLICIDADE